Cirurgia de catarata. Como funciona e o que eu não posso fazer?

Houve um aumento de mais 90% de procura por cirurgia de catarata durante a pandemia, agravando o caso de pacientes com a continuidade das restrições. Procedimentos eletivos haviam sido suspensos por CIRURGIA DE CATARATA causa da pandemia da Covid-19 desde março de 2020.

 

Preço de Cirurgia de Catarata, Com isso, este tipo de cirurgia se tornou uma das mais buscadas no Google e mais aguardadas nas filas de espera em clínica de olhos e hospital de olhos.

 

Cirurgia de catarata: sintomas, como é feita e recuperação

 

Tipos de cataratas

 

Dependendo das causas, existem vários tipos de cataratas.

 

Catarata congênita

 

Se trata de uma malformação do cristalino durante o desenvolvimento do feto, que afeta um ou os dois olhos e que pode ser identificada após o nascimento, através do teste do olhinho. Depois do diagnóstico, é fundamental realizar a cirurgia para evitar que a visão ou outros problemas oculares sejam completamente afetados, durante o

crescimento do bebê.

 

Catarata senil

 

Muito relativa à idade, surge após os 50 anos e ocorre por um processo natural de envelhecimento do organismo.

 

Catarata secundária

 

Ocorre devido a doenças como o hipotireoidismo, diabetes e o uso de medicamentos como o corticoide.

 

Catarata traumática

 

Pode acontecer com qualquer pessoa, através de acidentes, traumas, socos, lesões e introdução de objetos nos olhos. Ela não ocorre logo em seguida do trauma, ou seja, pode levar anos para se desenvolver.

 

Como é feita a cirurgia?

 

A cirurgia da catarata, é um procedimento que pode ser feito de forma convencional, onde geralmente, é conhecida clinicamente como facoemulsificação ou a laser. É realizada através de duas técnicas: a facoemulsificação (FACO) e/ou a extração extracapsular do cristalino (EECP).

No método mais comum, é usado um equipamento de ultrassonografia e um bisturi, para fazer pequenas incisões nos olhos, que “quebram” o cristalino opaco (resquícios de impurezas que a catarata produz), em pedaços minúsculos. Após do término do processo, os elementos removidos, são aspirados e uma lente maleável é implementada na córnea.

 

No procedimento a laser, o uso de um bisturi, não é necessário, já que o laser consegue fazer o trabalho sozinho, fragmentando o cristalino opaco.

Aucun commentaire.

Laisser un commentaire

Lachroniquedepaulm |
Crocooodile - Mes poèmes ... |
Formejuridique |
Unblog.fr | Annuaire | Signaler un abus | Docothgmail
| Citoyen avant tout
| Le Château de Portes, un Va...